História

Qualquer organização tem uma história única e a capacidade de a descobrir e criar uma narrativa é central na criação de uma cultura organizacional. A narrativa da história da BODIVA não se inicia no momento da sua criação, mas herda necessariamente todo o processo que levou à sua constituição.

Assim, a história da BODIVA inclui a ideia de construção do Mercado de Valores Mobiliários em Angola em 1998, que culminou com a criação da CMC em 2005, através do Decreto 9/05, de 18 de Março, com a publicação da Lei de Valores Mobiliários (Lei 12/05 de 23 de Setembro) e com a constituição da BVDA – Bolsa de Valores e Derivativos de Angola SA, em 2006, com participação no seu capital social de entidades públicas e privadas.

No entanto, perante a frustração das expectativas na sua operacionalização, o Poder Executivo entendeu promover a clarificação do processo de institucionalização das duas principais componentes do mercado – a autoridade de regulação e a entidade gestora da infra-estrutura do mercado.

Assim, é desta fase de relançamento da institucionalização da CMC em 2012, pela nomeação do seu primeiro Conselho de Administração, em Fevereiro desse ano, que decorre a decisão de liquidar a anterior sociedade BVDA SA e criar uma nova sociedade gestora de mercados regulamentados, de capitais integralmente públicos.

Este processo de institucionalização da sociedade gestora de mercados regulamentados iniciou-se pela nomeação da sua Comissão Instaladora, pelo Despacho Presidencial 43/13, de 3 de Maio, que teve como objectivo estruturar o modelo de negócio e contratar a plataforma tecnológica de suporte à actividade.

Os resultados destes trabalhos da CISGMR culminaram na autorização de constituição da sociedade, de capitais exclusivamente públicos, pelo Decreto Presidencial 97/14, de 7 de Maio, designada por BODIVA – Bolsa de Dívida e Valores de Angola, SGMR, SA, registada, mediante acto público, em 4 de Julho, sendo os seus primeiros órgãos sociais eleitos na Assembleia Geral de 10 de Julho de 2014.